sexta-feira, 19 de setembro de 2014

# A cabana

"Ainda acho que precisamos de conhecer o inverno para compreender o verão, assim como é necessário passar por momentos de tristeza profunda para conseguir identificar e valorizar a felicidade quando ela chegar. E não devemos, nunca, esquecermo-nos das pessoas que amamos."

# Dia ventoso

Hoje, é um dia típico de início de Outono.
A chuva que cai com uma certa intensidade demonstra as lágrimas que me lavam a alma.
O vento que sopra com alguma intensidade, esse é o que traz até mim a tua voz... É ele quem me dá energia para viver o meu dia.
A cor cinza pinta o céu, sub o qual habito... essa transmite a tristeza que sinto e a saudade de poder voltar a abraçar-te! 


"Quem sabe o que quer nunca perde a esperança, não! Por mais que a bonança demore a chegar.. 
A dificuldade também nos ensina a dar a volta por cima e jamais deixar de sonhar.."


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

# O encontro tão desejado

Depois de cerca de ano e meio, o nosso tão desejado encontro aconteceu! 
Aquele abraço que tanto queríamos dar, concretizou-se. 
Parecia um sonho que estávamos a viver, do qual não queríamos acordar.
Não há palavras que possam descrever aquilo que senti estes 5 dias que passei, 24h sob 24h na tua companhia. 
A tua energia, a tua boa disposição... tudo tão contagiante!
Foi tão bom poder falar contigo sempre que queria, sem interferências, horários nem interrupções. 
A terça-feira (16.09.14), passou tão rápido que parece que nem tivemos tempo para nada!
Aquele momento em que tive de partir, foi um momento em que estava sem qualquer reação. Não sabia o que dizer, nem o que pensar! 
Só me restou abraçar-te e embarcar no comboio, que preferia que não tivesse arrancado!
Aquele momento em que fixamos o olhar um no outro, no momento da partida... não o vou esquecer e é com os olhos em lágrimas que me relembro desse momento da verdadeira despedida.
Só me resta dizer, que te AMO MUITO AMIGO! <3
És um ser muito especial para mim! 
Nunca te vou esquecer... porque à "coisas" que ficam conosco para a eternidade, bem guardadas num cantinho do nosso coração.
Resta-me agora recordar os bons momentos que passei contigo estes últimos dias juntamente com a saudade que em mim provocam!




Sesimbra, Portugal 12.09.14 a 16.09.14

"A escuridão de que falas não é a ausência de luz (sol) que me deixou assustado hoje, esta de que falas e como muito bem dizes, ajuda-nos a repor forças e energias para o novo dia. O que me deixou assustado foi que senti que o sol levou o resto da luz dos teus olhos que eu vi afastarem-se através da janela do comboio em aceleração lenta, foi como se ao ir-se o sol, tivesse ido toda a força e energia que me transmitis-te nestes últimos dias e eu fiquei cansado amigo, cansado como há muito não me sentia. Aquele olhos nos olhos que costumamos trocar e não sabemos entender, não são mais que duas almas que procuram algo que sabem que é grande, mas não sabem onde está mas nem por isso deixam de procurar quase instintivamente. Estou triste... mas feliz por ter o privilégio de sentir coisas que só quem tem um amigo íntimo sente. tenho saudades da luz dos teus olhos amigo!"

José Soares