terça-feira, 13 de dezembro de 2016

# Houve um tempo

Houve um tempo! 
Houve um tempo! 
Não! O tempo é agora. 
Agora é o tempo em que não há tempo, agora é o tempo mais próximo do tempo, do tempo que não tem tempo, do tempo de todos os tempos, do tempo que eu não sinto, do tempo perdido onde me sinto perdido, do tempo que sei que não posso perder, do tempo que me escorre pelos dedos!! 
Que tempo é este? 
Será o tempo de sempre? 
Será sempre o mesmo tempo? 
Será o meu tempo? 
Será o tempo dos outros? 
Será o tempo que não chega a tempo? 
Sinto-me perdido no tempo....



Sem comentários:

Enviar um comentário