segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

# Para ler todas as manhãs

Obs: Preenche os espaços em branco com o teu nome e não tenhas medo de falar sozinho.

"__________, por favor, não deixes que a tua esperança no amor sincero seja deitada abaixo por aqueles que vivem a proclamar, aos berros, que o amor não passa de uma ilusão.
Não permitas, de maneira alguma, que as mentiras recém-descobertas apaguem a tua fé na existência de gente sincera e disposta a lutar, com unhas e dentes, para que a verdade (as palavras sem máscaras e interesses egoístas) caminhe livre por aí.

Não autorizes, nem sob a mira de um revólver, que a tua capacidade de acreditar no carinho gratuito seja fraturada pelos pontapés dos que têm o peito oco e assassinado pela leitura das barbaridades que, infelizmente, são recorrentes no jornal de cada dia.

sábado, 7 de janeiro de 2017

# 7 anos

Dizem que o tempo cura tudo... que a mágoa desaparece, a tristeza desvanece, mas há sentimentos que o tempo não cura, que não faz esquecer... a saudade! 
Faz hoje 7 anos que partiste minha querida mãe! Quem diria... 7 anos!
O tempo esse bom e mau amigo que tão depressa passou! 
E a saudade? Ai a saudade... essa cada dia, cada ano que passa aumenta cada vez mais... Sinto saudades do teu colo, do teu calor maternal, do teu ser, da pessoa que só tu podias ser! A minha interna Mãe! 
Sinto saudades de ter ver tão atarefada com os teus bordados, que agora permanecem inacabados no sótão, bem guardados e protegidos numa pequena caixa, à espera que um dia alguém os possa terminar por ti! 
Vá para onde eu for, levo-te sempre comigo no pensamento e no coração. 
És o meu porto de abrigo, nas horas de aflição. 
O amor que sinto por ti, esse é incondicional...

AMO-TE INTERNAMENTE MINHA QUERIDA MÃE! <3